Palestra "Produção de biomassa Gordonia alkanivorans estirpe 1B em bioreator e aplicação na dessulfurização de combustíveis fósseis"

A palestra realizou-se no dia 17 de fevereiro de 2016, às 11:00h, no Edifício Solar XXI, no Pólo do Lumiar

Oradora: Marta Pacheco

Resumo:

A biodessulfurização é um processo amigo do ambiente que tem em vista a remoção do enxofre presente nos combustíveis fósseis utilizando microrganismos. O principal objetivo deste estudo foi a minimização do meio de cultura utilizado para o crescimento de células de Gordonia alkanivorans estirpe 1B (organismo com capacidade de dessulfurização), tendo em vista a diminuição dos custos e o aumento da eficiência do processo. Desta forma, vários ensaios, tanto em frasco agitado como em quimiostato, foram efetuados de modo a desenvolver e otimizar um meio de cultura contendo quantidades mínimas das fontes de Azoto e Magnésio e da solução de micronutrientes. Foi também estudada a utilização de uma fonte de carbono alternativa rica em frutose (sumo de tupinambo), como forma de complementar a redução de custos.

Nota biográfica:

Marta Pacheco

Licenciada em Biologia, com especialização em Biologia Celular e Biotecnologia, e mestre em Microbiologia Aplicada desde Outubro de 2015. Desenvolveu o seu trabalho de mestrado na Unidade de Bioenergia do LNEG, no âmbito do projeto FCT Carbon4desulf, o qual teve como objetivo principal a redução dos componentes do meio de cultura necessário para o crescimento de Gordonia alkanivorans estirpe 1B, tendo em vista a redução do custo associado à produção deste biocatalizador para desulfurização de combustíveis fósseis.

Destinatários:

Alunos e investigadores interessados na temática da energia e dos combustíveis.

Data e hora:

17 de fevereiro de 2016 das 11:00h às 11:45h.

Localização
 


Subscrever a Newsletter do LNEG

Pesquisar nesta área