Palestra "Projeto BABET-REAL5: Desenvolvimento em Larga Escala Sustentável de Biocombustíveis de Segunda Geração em Áreas Rurais"

A palestra realiza-se a 27 de julho de 2017, no Auditório Solar XXI, LNEG - Polo do Lumiar

Oradoras: Susana Marques e Maria José Leandro

Resumo:

O Projeto EU (H2020-LCE-Grant Agreement nº 654365) BABET-REAL5 visa o desenvolvimento de uma solução alternativa para a produção sustentável de etanol de segunda geração a uma escala industrial inferior à das unidades instaladas de etanol de primeira geração. Tais unidades de pequena escala industrial, para a produção de biocombustíveis, serão aplicáveis a uma diversidade de países, áreas rurais e matérias-primas. A meta será atingir a viabilidade técnica, ambiental e económica em unidades de produção processando pelo menos 30 000 toneladas (base seca) de biomassa por ano. O conceito a desenvolver basear-se-á num novo processo de pré-tratamento de biomassa lenhocelulósica que possibilita levar a cabo todas as operações, desde o processamento da biomassa lenhocelulósica até à pré-hidrólise enzimática, num único estágio no mesmo reator, como uma solução mais integrada e compacta que possibilitará uma redução das despesas de capital e de operação.  

Notas biográficas:

Susana Marques é Licenciada em Engenharia Química (Instituto Superior Técnico, Lisboa, 1996) e concluiu o seu Doutoramento em Biotecnologia (IST) em 2012. É atualmente Investigadora Auxiliar na Unidade de Bioenergia do LNEG, sendo a Responsável de Área Microrganismos, Microalgas e Enzimas para a Bioeconomia.

Desde que iniciou o seu percurso de investigação no anterior INETI/Departamento de Biotecnologia, em 1996, tem estado envolvida em projetos de I&D na área da valorização biológica integral de resíduos e sub-produtos lenhocelulósicos no âmbito do conceito de biorrefinarias, desenvolvendo maioritariamente competências em fisiologia microbiana e enzimologia. Trabalha especificamente no desenvolvimento e intensificação de processos envolvendo a hidrólise enzimática seletiva de biomassa lenhocelulósica associada a fermentação. Tem vindo a otimizar processos SHF (Hidrólise e Fermentação Separadas) e SS(C)F (Sacarificação e (co-)Fermentação Simultâneas) para a conversão de materiais lenhocelulósicos em bioprodutos comerciais (e.g. bioetanol, ácido láctico e biopolímeros), implementando-os em biorreatores de membrana desenvolvidos para o efeito.

Maria José Leandro é Licenciada em Química Aplicada (Ramo Biotecnologia) e Doutorada em Biologia (Biologia Molecular) pela Faculdade de Ciências e Tecnologia, UNL.

Como investigadora de pós-doutoramento tem participado em projectos relacionados com o transporte de frutose em leveduras frutofílicas, de modo a melhorar o transporte de frutose em estirpes industriais de Saccharomyces cerevisiae, e na utilização de resíduos da indústria de lacticínios para a produção de bioetanol.

Actualmente, como investigadora de pós-doutoramento no ITQB e LNEG, participa no projeto BABET-REAL5, focando-se no co-consumo de misturas de açúcares, relacionado com uma aplicação biotecnológica na produção de bioetanol

Inscrições:

As inscrições são gratuitas mas sujeitas a confirmação. Inscreva-se aqui.

Destinatários:

Investigadores, técnicos e todos os interessados nesta temática.

Data e hora:

27 de julho de 2017 das 11:00h às 12:00h.

Localização

Pesquisar nesta área