Palestra "Estatística dos Acidentes de Trabalho e das Doenças Profissionais"

A Palestra realizou-se no dia 7 de maio de 2019 no LNEG - Campus de São Mamede de Infesta.

Oradora: Maria Luísa Matos

Resumo:

Os trabalhadores constituem cerca de metade da população a nível mundial e são os principais atores do desenvolvimento económico e social das empresas e instituições. As inter-relações trabalho-saúde/doença constituem uma área de relevante atenção em Saúde Pública e Saúde Ocupacional, dado que as patologias decorrentes das situações de trabalho representam um pesado encargo para os trabalhadores, famílias e sociedade em geral, afetando o seu bem-estar e a sua qualidade de vida. A morbilidade, com a incapacidade e o absentismo que dela decorrem, assim como a mortalidade que pode estar associada, devem ser também uma importante preocupação na agenda dos decisores políticos e dos diversos atores do mundo laboral, para além dos profissionais de saúde.

Os acidentes de trabalho resultam em custos elevados para as empresas, trabalhadores e a sociedade em geral.  Afetam decisivamente a qualidade de vida dos trabalhadores e refletem-se na economia nacional. Costuma afirmar-se que os acidentes de trabalho produzem mais vítimas que os conflitos armados em todo o planeta! É uma afirmação de impacto mas não deixa de ter fundamento. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em cada ano ocorrem em todo o mundo cerca de 270 milhões de acidentes de trabalho e 160 milhões de doenças profissionais tendo custos económicos que ultrapassam os 4% do PIB mundial, para além do imenso sofrimento pessoal e familiar que está subjacente a esta realidade. O número de mortos ultrapassa os 2 milhões todos os anos. Segundo a Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho (OSHA) todos os anos morrem na UE mais de 140 mil pessoas devido a doenças profissionais e cerca de 9000 por acidentes de trabalho.

Nota biográfica:

Maria Luísa Pontes da Silva Ferreira de Matos é Investigadora Auxiliar do LNEG, na Unidade de Ciência e Tecnologia Mineral, Laboratório de S. Mamede de Infesta, na área da segurança, higiene ocupacional e acústica ambiente, bem como na consultoria, assessoria técnica e formação externa.
Licenciada em Engenharia de Minas pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), mestre em Engenharia do Ambiente pela mesma Instituição e Doutorada em Segurança e Saúde Ocupacionais pela Universidade do Porto. Docente Convidada da FEUP, nas disciplinas de Seminário de Segurança Ocupacional e Laboratórios no Mestrado em Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais (MESHO). Autora de cerca de 40 artigos científicos na área.

Destinatários:

Público em geral, investigadores, alunos de área afim.

Data e hora:

7 de maio de 2019 às 17h00.

Localização

Pesquisar nesta área