A urgência da reabilitação

A situação económica faz da reabilitação energética dos edifícios existentes uma prioridade

As diretivas para a Eficiência Energética, para os Edifícios, Renováveis e as outras medidas não são suficientes sem a vontade e investimento dos Estados-Membros.

A crise obriga-nos  hoje a repensar a energia e a alinhar estratégias e investimentos. Os edifícios existentes passaram a ser a prioridade e importa falar de reabilitação energética, sobretudo no residencial. A Directiva da Eficiência Energética vai finalmente avançar mas cabe aos governos locais assumirem a reabilitação como uma prioridade.

Este foi um dos temas que esteve em debate na Conferência "Net Zero-Energy Buildings" organizada pelo LNEG.


In Climatização - Principal a 5 de julho de 2012

Documentos

Pesquisar nesta área