Como tornar os edifícios públicos NZEB?

O projecto europeu RePublic_ZEB foi apresentado em Portugal. A sessão decorreu no dia 11 de dezembro, no Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG)


O projecto europeu RePublic_ZEB tem apresentação marcada para Portugal. A sessão decorre na próxima sexta-feira, no Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), e terá como propósito dar a conhecer as estratégias da iniciativa para promover e facilitar a reabilitação de edifícios públicos existentes de forma a que cumpram os requisitos para os edifícios com necessidades quase nulas de energia (NZEB, na sigla em inglês).

O projecto reúne parceiros do Sul e Leste europeu, entre os quais o LNEG. Durante dois anos e meio, as equipas de investigação vão proporcionar meios para reduzir a utilização de energia em edifícios públicos existentes, no sentido de cumprir com as exigências previstas na revisão da directiva europeia para o Desempenho Energético de Edifícios (EPBD). Neste processo, prevê-se que seja feita uma análise do parque imobiliário público e definição de edifícios de referência, uma avaliação do statu quo e análise de oportunidades para a reabilitação de edifícios públicos em direcção a NZEB, análise de custo-benefício dos pacotes de medidas para a reabilitação com vista aos NZEB, definição de estratégias e directrizes e comunicação e disseminação.

Neste workshop do RePublic_ZEB em Portugal, o tema do projecto vai também abrir portas a outras discussões, nomeadamente a estratégia nacional para a eficiência pública nos edifícios públicos (João Bernardo, DGEG), a reabilitação do parque público edificado/eficiência energética no campus do LNEC e comportamento passivo (Armando Pinto, Laboratório Nacional de Engenharia Civil - LNEC), a legislação nacional e como abordar os NZEB (Rui Fragoso, ADENE), o programa ECO.AP (Dinis Rodrigues, ADENE), o projecto Build Up Skills (Hélder Gonçalves, LNEG).

Recorde-se que, de acordo com a EPBD, todos os edifícios públicos novos devem cumprir requisitos de elevada eficiência energética, sendo considerados como NZEB, a partir de 2019. Dois anos depois, a regra passa a aplicar-se aos restantes edifícios.
 


Fonte: edificioseenergia.pt a 7 de dezembro de 2015

Pesquisar nesta área