Palácio de Belém mais Ecológico

A intervenção no Palácio de Belém é um exemplo pioneiro de adesão às tecnologias limpas

Na sequência da auditoria efectuada pelo Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG) em parceria conjunta com a EDP e a Galp para identificar os principais vectores de acção no que toca à eficiência energética, foram já levadas a cabo várias tarefas: a substituição de 3 000 Lâmpadas incandescentes, a substituição da iluminação de 40 candeeiros, foram introduzidas réguas de iluminação de tipo 5 e 20 KW de pico de painéis fotovoltaicos, cuja energia é injectada na rede do próprio palácio.

Também as caldeiras existentes foram transformadas e caldeiras a gás natural, foram instalados dez painéis de solar térmico e foram isoladas as tubagens do ar-condicionado.

 

Notícias de imprensa:

In Jornal de Notícias - Notícias Magazine - 2010-08-29 - Notícia

Pesquisar nesta área