Continua a faltar a produção nacional de biocombustíveis para adição à gasolina

Duas perspectivas de dois especialistas em biocombustíveis: Francisco Gírio, do Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG) e Mafalda Silva, da Quercus

Enquanto que o LNEG, entidade que terá a missão de verificar o cumprimento das directrizes europeias, a partir de Julho, admite que continua a faltar a produção nacional de biocombustíveis para adição à gasolina, a Quercus sublinha a grande dificuldade que os produtores terão em fazer cumprir as regras europeias, devido à importação da matéria-prima ser maioritariamente originária de países não europeus.

 

in www.ambienteonline.pt a 19.05.2011

Links

Pesquisar nesta área