BIOFFA - Produção de biocombustíveis por (trans)esterificação e hidrogenação de resíduos com elevado teor de ácidos gordos livres

resumo

O objectivo deste projecto é o desenvolvimento de processos de produção de biocombustíveis a partir de matérias-primas de elevado teor em ácidos gordos livres (FFA) disponíveis em Portugal. Tecnologicamente, realizar-se-á uma abordagem considerando dois tipos de processos de produção que conduzirão à obtenção de biocombustíveis diferentes: ésteres metílicos de ácidos gordos (FAME – biodiesel) e óleo hidrogenado (H-Oil).

Para a produção de biodiesel, o método industrial mais utilizado é a transesterificação alcalina, que é um processo rápido e barato. No entanto, matérias primas de elevado teor em FFA, do tipo das que vão ser estudadas neste trabalho, não podem ser processadas por esta tecnologia devido à formação de sabões, em detrimento da conversão em ésteres, reduzindo assim drasticamente o rendimento mássico do processo. Em consequência, parte do trabalho proposto neste projecto visa testar e optimizar métodos para reduzir/remover FFA: catálise homogénea ou catálise heterogénea. Seguidamente, a matéria-prima já tratada (FFA < 1% p/p) será submetida a transesterificação alcalina.

Uma outra abordagem, será a utilização de biocatalisadores (enzimas) para a esterificação/transesterificação directa dos resíduos.

Paralelamente, será também estudada a conversão dos resíduos com elevado teor de FFA num biocombustível, diferente do biodiesel, usando dois tipos de técnicas de hidrogenação catalítica: o processo convencional em reactor Parr e a reacção utilizando fluidos supercríticos (scF).

Pesquisar nesta área
Unidades envolvidas