Fluct.wind - Caracterização e categorização de flutuações de potência em geradores eólicos através da análise tempo-frequencia com onduletas.

resumo

O objectivo, anunciado pelo Parlamento Europeu para 2020, de uma contribuição de 20% da energia consumida a partir de fontes de energia renováveis impõem grandes desafios de planeamento e operação estratégica ao gestor dos sistemas de energia. Apesar de todas as fontes de energia renováveis terem aumentado consistentemente, a energia eólica foi a que mais tem vindo a contribuir para este objectivos. Dado que a energia eólica possui uma natureza flutuante e é de difícil previsão, os operadores do sistema electroprodutor (TSOs) temem os impactos desta fonte renovável na regulação do sistema e na sua estratégia clássica de operação, especialmente quando a contribuição anual da energia eólica excede os 10%, o que já  acontece desde 2008 em Portugal. O maior desafio à integração de grandes percentagens de energia eólica nos sistemas de energia é a natureza flutuante desta fonte. Deste modo, é fundamental caracterizar estas flutuações assim como os efeitos da agregação de um número elevado de turbinas em parques eólicos.

Objectivos e desenvolvimento do projecto

Este projecto propõe-se atingir a caracterização e categorização detalhada de séries de potência eólica, relacionando as rampas e cavas de potência severas com os regimes meteorológicos previsíveis, permitindo o desenvolvimento de alertas para o sistema de energia.