X2Ethanol - Transporte e fermentação de xilo-oligosacarídeos em Saccharomyces cerevisiae para a produção eficiente de bioetanol 2G

resumo

A produção eficiente de etanol lenhocelulósico (bioetanol 2G) está dependente não apenas da conversão da fração celulósica, que pode contribuir para um aumento de 30% do etanol a partir de cana de açúcar num processo integrado (1G+2G), como também da conversão da fração hemicelulósica que pode contribuir com mais 10% de rendimento global em etanol. Desta forma, a co-fermentação dos açúcares provenientes de ambas as frações (celulósica e hemicelulósica) é um desafio, ao qual este projeto pretende dar resposta através de engenharia metabólica de leveduras.

Este projeto é uma colaboração bilateral entre o LNEG (Portugal) e a UFSC (Brasil), financiada pela FCT e pela CAPES, respetivamente, que inclui a troca de investigadores e estudantes.

Pesquisar nesta área